Habilidades para ser um bom orador

Bom palestrante

em vida teremos que comunicar em muitas ocasiões, embora nem sempre alcancemos nossos objetivos. Há muitas pessoas que sentem que não sabem comunicar o que sentem ou o que desejam e por isso são prejudicadas, tornando a comunicação cada vez mais difícil. É por isso que devemos manter algumas regras em mente para ser um bom orador.

El arte de falar e comunicar Pode abrir muitas portas para nós, não só no mundo do trabalho, mas também em nossa vida social. Existem muitas pessoas que têm certas dificuldades em encontrar a melhor forma de se relacionar e comunicar com os outros, por isso vamos dar-lhe alguns conselhos interessantes.

Use assertividade

Bom palestrante

Quando se trata de comunicação, podemos escolher diferentes maneiras de fazê-lo. Existem aqueles que têm uma forma passiva de lidar com os outros, neste caso são pessoas que não afirmam a sua opinião e que tendem a se calar perante pessoas persuasivas ou que manifestam as suas opiniões com força ou com alguma agressividade. Por outro lado, temos a forma de comunicar que é mais agressiva, em pessoas que tendem a argumentar e a fazer valer os seus argumentos pela força. Nenhuma das opções alcança uma boa comunicação, pois sempre criaremos conflito com outras pessoas ou não faremos nossa opinião como ela merece. Assertividade consiste em tornar nosso ponto de vista conhecido defendendo nossas idéias sem nos tornarmos desrespeitosos, zangados ou agressivos com os outros.

Mostre que você ouve

Quando se trata de se comunicar com outras pessoas, pode haver pessoas que falam demais e não ouvem, e pessoas que não param de falar. As duas coisas são igualmente ruins, pois em qualquer caso haverá uma pessoa expondo suas idéias sem realmente comunicar ou compartilhar pensamentos com outras pessoas. Quando se trata de estabelecer comunicação, é é importante saber ouvir, concordar, fazer perguntas e fazer a outra pessoa entender que nós os entendemos. Isso é especialmente útil se a outra pessoa não falar muito, pois isso a ajudará a se comunicar melhor.

Reveja os argumentos

Quando falamos com outras pessoas ou queremos explicar nosso ponto de vista, é uma boa maneira de revisar os argumentos que essa pessoa nos deu. Ou seja, em vez de simplesmente nos opormos a ela, podemos dizer que essa ideia é muito boa por quaisquer razões e então expor nosso ponto de vista. Desta forma, a outra pessoa saberá que nós respeitamos e levamos em consideração a sua opiniãoNós o ouvimos, mas temos nossas próprias idéias, que apresentamos a você.

Adicionar anedotas

Bom palestrante

É importante que, ao nos explicarmos, possamos adicione anedotas ou também metáforas. Desta forma iremos nos adaptar a todos os tipos de público e é um recurso que pode ser utilizado para que outras pessoas entendam mais facilmente as ideias que apresentamos. Desta forma, nossa comunicação será de grande interesse e captará a atenção do público.

Evite um tom monótono e monótono

Quando se trata de contar coisas, o que contamos é importante, mas também como contamos. UMA tom aborrecido ou monótono faz o que dizemos parecer desinteressante. Muitas vezes as pessoas perdem o interesse rapidamente se não houver mudança no que dizemos no caso de um discurso. Ao não participar, perdem o interesse, algo a evitar. Isso pode ser feito adicionando anedotas, ideias, um pouco de humor e principalmente um tom que varia para expressar as coisas enquanto estamos expondo as ideias que temos.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.